quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Saúde da pessoa idosa: boas práticas


O Mapeamento de Experiências Exitosas Estaduais e Municipais no campo do Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa é uma iniciativa que integra, desde 2013, a agenda anual da Coordenação de Saúde da Pessoa Idosa (COSAPI/DAPES/SAS) do Ministério da Saúde, em parceria com o Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (ICICT/Fiocruz).
Seu objetivo é conhecer e dar visibilidade a boas práticas de municípios e estados no campo da saúde da pessoa idosa. Com isso, espera-se incentivar os gestores a fomentarem estratégias e ações que contribuam para qualificar o cuidado à pessoa idosa no Sistema Único de Saúde.
O processo inicia-se com uma ampla divulgação da COSAPI/MS do edital com as regras da iniciativa, critérios de seleção e cronograma. A partir disso, são abertas as inscrições para gestores estaduais e municipais cadastrarem suas iniciativas em um formulário on-line. As experiências inscritas são avaliadas por um comitê composto por especialistas em saúde da pessoa idosa, gestores e controle social. Após a avaliação, são divulgadas 12 experiências selecionadas.

Os critérios utilizados para avaliar e reconhecer as 12 melhores práticas de cada ano são:

1. Alinhamento com princípios e diretrizes do SUS, com a Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa e as diretrizes para organização da Rede de Atenção à Saúde

2. Caráter inovador

3. Reprodutibilidade em outras realidades

4. Relevância dos resultados

Em 2013, foram inscritas mais de 100 experiências. Em 2014, foram 77 concorrentes das 5 regiões do país.

Grande parte das iniciativas inscritas envolvem práticas de promoção da saúde, estabelecimento de novos arranjos institucionais e novas perspectivas sobre o envelhecimento. A mostra reflete o SUS que dá certo, e o esforço de trabalhadores e gestores comprometidos com a garantia do direito à saúde da população idosa brasileira.


Nenhum comentário:

Postar um comentário