sábado, 8 de setembro de 2012


IV Fórum de Promoção da Saúde


A Política Nacional de Promoção da Saúde propõe que “as intervenções em saúde ampliem seu escopo, tomando como objeto os problemas e as necessidades de saúde e seus determinantes e condicionantes, de modo que a organização da atenção e do cuidado envolva, ao mesmo tempo, as ações e os serviços que operem sobre os efeitos do adoecer e aqueles que visem ao espaço para além dos muros das unidades de saúde e do sistema de saúde, incidindo sobre as condições de vida e favorecendo a ampliação de escolhas saudáveis por parte dos sujeitos e das coletividades no território onde vivem e trabalham”.

A rede de promoção da saúde no Estado de São Paulo conta, atualmente, com 45 interlocutores regionais (17 DRS e 28 GVEs) e cerca de 500 projetos municipais cadastrados no Observatório. Estes interlocutores vêm definindo, em conjunto com a Divisão, as estratégias de implantação da PNPS, sendo as principais delas a capacitação dos profissionais de saúde e a troca de experiências entre os envolvidos em projetos de promoção da saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário