quarta-feira, 7 de julho de 2010

Para envelhecer com qualidade de vida é preciso prestar atenção em sua saúde

POR LUCIANA ALVARENGA


O grupo de dor orofacial do Hospital das Clínicas de São Paulo está recrutando homens e mulheres saudáveis, maiores de 18 anos para passarem por uma avaliação de sua sensibilidade somatosensitiva, gustativa, olfativa e de fluxo salivar.

Sabe-se que com o processo de envelhecimento humano ocorrem alterações no organismo, o que pode comprometer a autonomia e a qualidade de vida da pessoa idosa. A sensibilidade diminui com a idade e, além disso, anormalidades neurológicas de sensibilidade olfativa estão relacionadas a doenças neurodegenerativas e ocorrem antes da manifestação destas doenças. A sensibilidade oral depende da transdução de sinais e a saliva tem um papel importante nisso. Desta forma, o objetivo deste trabalho é avaliar os limiares de sensibilidade de indivíduos saudáveis em diferentes faixas etárias e gêneros.

Os participantes não poderão apresentar histórico de trauma ou cirurgia na face ou crânio, dor orofacial ou generalizada, doenças sistêmicas que causem neuropatias, doenças neurodegenerativas, neuroendócrinas (diabetes mellitus), reumáticas (lúpus, artrite reumatóide), neuro-infecciosas (fibrialgia, psoríase).

Laboratório de Sensibilidade do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP).

Agendamentos no Ambulatório de Neurologia – 2º andar – IPq ou pelo fones:

(11) 3069-7802 / (11) 6171-9666 / email: lucianaa@usp.br com Luciana

Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 255 - Cerqueira César – SP – Próximo a estação do Metrô Clínicas

Nenhum comentário:

Postar um comentário